INÍCIOCONHEÇA PADRE PEDRONOTÍCIASAÇÕES E PROJETOSCONTATO
Sala de Imprensa

Você está em: Início  Sala de Imprensa  Cortes no Pronaf prejudicam centenas…

 Cortes no Pronaf prejudicam centenas de municípios em SC

Publicado em 08 de Maio de 2019

O deputado Padre Pedro Baldissera questionou nesta quarta-feira (8), no plenário da Assembleia Legislativa, os anúncios por parte do BNDES, de cancelamento de novas operações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) Investimento, além de outras modalidades. Entre recuos e confirmações, a situação gera preocupação em todo Estado, que tem mais de 170 mil estabelecimentos vinculados à agricultura familiar e camponesa.

Uma sequencia de circulares publicadas pelo BNDES intercalou, entre março e o início de maio, orientações pela abertura e pelo fechamento de novas operações do Pronaf. A última posição divulgada informa às instituições financeiras vinculadas ao Banco a suspensão de novos protocolos, no BNDES, de operações envolvendo o Pronaf.

Conforme o parlamentar, somente em Santa Catarina, a Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) estima que já foram apresentados R$ 350 milhões em projetos apenas no Banco do Brasil, que centraliza metade das demandas. “Isso não atingirá somente as famílias da agricultura, mas a economia e a vida de todas as regiões. Quase 90% das propriedades agrícolas do Estado são da agricultura familiar e camponesa”, afirma Padre Pedro.

Cerca de 80% dos frangos destinados ao abate em Santa Catarina são produzidos pela agricultura familiar; nos suínos, o número alcança 76%. Em algumas culturas, como a mandioca, mais de 90% da produção é cultivada em pequenas propriedades; 70% do feijão e do milho e 86% do leite também vêm da agricultura familiar. “As famílias da agricultura são responsáveis não só pela produção de diversos alimentos, mas pela movimentação econômica de inúmeros municípios. Cortar estes recursos significa condenar regiões inteiras”, complementou.


Padre Pedro 13987 - Deputado Estadual © 2019. Todos os direitos reservados.