INÍCIOCONHEÇA PADRE PEDRONOTÍCIASAÇÕES E PROJETOSCONTATO
Sala de Imprensa

Você está em: Início  Sala de Imprensa  Saúde: Observatório das Práticas…

 Saúde: Observatório das Práticas Integrativas inicia trabalho com foco na prevenção

Publicado em 19 de Novembro de 2019

Depois do lançamento, na última quinta-feira (14), na UDESC de Chapecó, o Programa de Pesquisa e Extensão Observatório Catarinense das Práticas Integrativas e Complementares (OC-PICS) inicia nesta semana os seminários regionais que articularão o trabalho na região Oeste. O programa é um passo importante na mudança de foco na atenção básica da saúde, com prioridade à prevenção e com a participação de pesquisadores, pesquisadoras, municípios, entidades e especialistas.

As PICS, adotadas oficialmente no Brasil em 2006, são tratamentos e recursos terapêuticos tradicionais, que buscam estimular os mecanismos naturais de prevenção de doenças e de recuperação da saúde. Em SC, a Lei 17.706, sancionada em janeiro desse ano, assegura a adoção das PICS na rede de atenção básica. A sequencia de seminários busca articular o programa em cada microregião e avançar nas tratativas com secretarias da saúde e entidades. Nesta terça-feira (19), o seminário regional acontece em São Domingos; no dia 29 de novembro, São Miguel do oeste; em 11 de dezembro, Luzerna; e em 13 de dezembro no município de Tigrinhos.

Lançamento

O ato de lançamento do Programa, na última quinta-feira, teve a participação de diversos secretários de Saúde da região, profissionais da área e terapeutas de diversas PICS. Na mesa, estiveram a diretora geral da UDESC OESTE, Silvana Santos Zanotelli, oo presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Santa CAtarina, Alexandre Lencina Fagundes, da chefe de departamento do curso de graduação em Enfermagem da UDESC, Olvani Martins da Silva, da professora doutora e coordenadora do Observatório, Kiciosan Galli, do coordenador de pesquisa e extensão do Observatório, Elvis Giacomin, e do deputado Padre Pedro Baldissera, autor da emenda que garantiu recursos ao projeto e responsável pela Lei das PICS criada em Santa Catarina.

O evento teve palestra do coordenador do Núcleo de Pesquisa em Naturologia e Práticas Integrativas e Complementares do CNPq, Daniel Maurício de Oliveira Rodrigues, e apresentou as bases de trabalho do Programa.

Na avaliação do deputado Padre Pedro Baldissera, o lançamento do Programa representa uma proposta de cuidado integral na atenção básica que avança para a prevenção. “É a chance de uma abordagem que alcança as pessoas antes da doença e, ao mesmo tempo, reforça um modelo de saúde centrado na qualidade de vida e que, ao final, podemos dimensionar também se houve impacto na redução de custos das secretarias municipais”, destacou.

Mapeamento e qualificação

O objetivo do OC-PICS é mapear municípios do Oeste e do Sul do Estado que já disponibilizam as terapias na rede de atenção básica e garantir a capacitação dos profissionais que trabalham no atendimento dos pacientes. “O programa oferece aos municípios capacitações em diversas PICS autorizadas pelo SUS, na perspectiva de ampliar a oferta e fomentar a pesquisa nesta área. Já os usuários terão acesso a um mapa interativo informando quais cidades oferecem PICS e quais tipos de terapias estão disponíveis”, explica a professora Doutora da UDESC, Kiciosan Galli, uma das coordenadoras do OC-PICS. A proposta, na visão da pesquisadora, coloca Santa Catarina como um destaque nas PICS. “Temos uma lei estadual de PICS e vários municípios têm ou estão elaborando suas leis municipais”, observa.

Já reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e com linhas de pesquisa em diversas instituições desde a década de 90, as PICS estão presentes em todo mundo e ganham cada vez mais espaço no Brasil. O tratamento é concebido de maneira integral, considerando a saúde mental, física e emocional das pessoas. Em resumo, o foco das PICS não é a doença, mas a promoção da saúde.

Galeria de Imagens


Padre Pedro 13987 - Deputado Estadual © 2019. Todos os direitos reservados.