INÍCIOCONHEÇA PADRE PEDRONOTÍCIASAÇÕES E PROJETOSCONTATO
Projetos e Lutas

Você está em: Início  Projetos e Lutas  Projeto Rios Santa Catarina

 Projeto Rios Santa Catarina

O Projeto Rios Santa Catarina foi lançado em 10 de setembro de 2017, durante a Romaria da Terra e das Águas. A organização conta com entidades ambientais, CNBB Sul 4, Arquidiocese de Florianópolis, Cáritas Brasileira, Movimento dos Atingidos por Barragens, Comitês de bacias Fórum para Preservação do Aquífero Guarani e das Águas Superficiais, presidido pelo deputado Padre Pedro Baldissera.

O projeto foi criado na Espanha há 15 anos, e depois seguiu para Portugal há mais de uma década. Ele é baseado no envolvimento voluntário das comunidades para diagnosticar recuperar, preservar e fiscalizar trechos dos rios que são importantes para estas comunidades.

Para atingir os objetivos do projeto, a intenção é envolver comunidades e grupos organizados na luta pela preservação dos rios. A ideia é alcançar, aos poucos, uma retomada das condições naturais de cada rio e córrego.

A metodologia de trabalho é simples, a partir da formação de uma equipe, com no mínimo quatro pessoas, que vai “adotar” um trecho de um rio ou córrego. O segundo passo é preencher a ficha de adesão ao projeto e enviar para a coordenação estadual ([email protected]).

O terceiro passo, que demanda mais tempo, é assumir o compromisso de realizar uma visita por mês no trecho do rio adotado. Nesta visita a equipe vai realizar um diagnóstico simples do rio, identificando a cor e o cheiro da água, a presença de animais e plantas, possíveis contaminações, ameaças, ligações de esgoto clandestinas, enfim, os problemas do rio.

A equipe do Projeto Rios e seus voluntários promovem um treinamento na comunidade, onde explicam formas simples de realizar a análise da água com reagentes caseiros, ou que podem ser adquiridos em farmácias.

Por fim, a equipe do Projeto, junto da comunidade, define medidas para proteção do rio e sua recuperação gradativa. As atividades podem ser várias, desde a conscientização até ações objetivas, como a recuperação da mata ciliar, com plantio de árvores, a limpeza e a fiscalização de casos de poluição.

Cada comunidade pode organizar atividades como visitas aos rios, formação de monitores, ações de limpeza e conservação, conscientização de crianças e jovens, entre outras propostas de atuação em favor do rio.

Nosso estado é um dos que mais tem água disponível, no entanto, sofremos muito com a falta de água e a ameaça de escassez. E um dos motivos é a falta de cuidado com os rios e mananciais hídricos. Tratamos menos de 18% do esgoto. A maioria dos cursos d’agua apresentam contaminação grave.

A poluição faz aumentar o custo para o tratamento da água. A contaminação pela mineração, esgoto, uso abusivo de agrotóxicos entre outros, já compromete 65% dos rios no Estado. Além disso, as matas ciliares, que poderiam reduzir a poluição e melhorar a qualidade da água, foram atingidas. Atualmente, mesmo sem uma longa estiagem, 11 rios do Estado estão em situação de emergência. Temos pesquisadores afirmando que a partir de 2020 o Estado já enfrentará grave escassez, em especial nossa região Oeste.

O Projeto Rios já realizou seminários em diversos municípios, e há equipes já trabalhando em Florianópolis, no Meio Oeste, Sul, Planalto Serrano e Planalto Norte. Veja abaixo algumas imagens de atividades do projeto.


Padre Pedro 13987 - Deputado Estadual © 2019. Todos os direitos reservados.